Alocução de Sua Excelência o Presidente Taur Matan Ruak por ocasião da Cerimónia de Inauguração do Arquivo & Museu da Resistência

Díli, 20 de Maio de 2012

Excelências,

Amigos e convidados,

A inauguração da Sede deste Museu e Arquivo neste dia 20 de Maio é de um enorme simbolismo e significado para todos nós, timorenses.

Há muito aguardávamos a finalização deste edifício que incorporará uma parte tão importante da nossa História e que rende homenagem aos homens e às mulheres que permitiram que pudéssemos festejar o 10º Aniversário da Restauração da nossa Independência, mas que não estão fisicamente connosco.

Estas instalações significam muito mais do que um depósito seguro de um espólio a preservar. Permitirão algo que considero essencial nesta fase do nosso país e para o futuro: preservar a memória e os valores de um período estruturante do nosso país!

As crianças e os jovens que já nasceram num Timor-Leste livre e soberano têm, a partir de hoje, um local onde podem aprender a História recente do nosso país.

Ao visitarem este Arquivo e Museu, ao participarem nas inúmeras iniciativas previstas para este espaço multifuncional, as nossas crianças terão oportunidade de aprender o maior legado que as gerações anteriores lhes transmitem - os valores dos nossos antepassados orientaram e determinaram a acção da Resistência Timorense:

· A dignidade;

· O trabalho árduo;

· A persistência em alcançar o objectivo;

· A solidariedade humana;

· O respeito pela vida;

· O patriotismo e a coragem; e

· O orgulho de sermos timorenses.

Em nome do Estado de Timor-Leste, felicito e agradeço a todos que, incansavelmente, se dedicaram, trabalharam e contribuíram para que este valioso Património e obra tão singular, fosse concretizado:

· À Fundação Mário Soares, em particular, ao seu mentor, Dr. Mário Soares, e a todos que durante tantos anos têm vindo a compilar e preservar a documentação e objectos aqui guardados, nomeadamente ao Dr. Alfredo Caldeira;

· Na pessoa do Senhor Director Hamar, aos membros da Direcção e funcionários desta instituição que nunca desistiram de materializar este sonho;

· Ao nosso irmão Xanana Gusmão, que acolheu este projecto de braços abertos assim que a ideia lhe foi apresentada; e,

· À Fundação Macau pela enorme generosidade e apoio.

A nossa capital fica hoje mais bela com esta obra única.

O nosso Povo, em particular as nossas crianças, ficam hoje mais ricos com este tesouro que é um legado histórico que temos o dever de preservar e transmitir às novas gerações com o orgulho patriótico de sermos cidadãos de Timor-Leste!

Muito Obrigado!

menu