Documentos da Resistência Timorense


Entrega de Documentos:

ISTO É O NOSSO SANGUE, A NOSSA VIDA

Entrega de Documentos

A Resistência do Povo de Timor-Leste constitui uma página singular da história recente. Apesar da brutalidade da ocupação e das condições terrivelmente difíceis em que os timorenses souberam lutar e alcançar a vitória, ao fim de vinte e quatro anos de sofrimento, o certo é que, como escrevia Nicolau Lobato em 1977, "a nossa vitória é apenas questão de tempo".

Isto mesmo o entenderam quantos lutaram pela dignidade e independência do seu país, de mil e uma diferentes maneiras, em diferentes momentos, nas montanhas e nas vilas, no interior e também no exterior.

A ocupação de Timor-Leste pretendeu apagar a cultura e a identidade do seu povo, submetendo-o e aviltando as suas raízes, os seus costumes e tradições. E, no entanto, o povo de Timor-Leste conseguiu resistir. E vencer!

Cercados pelo ocupante, quase sem acesso ao mundo, em difíceis condições de sobrevivência, muitos timorenses entenderam, desde a primeira hora, a urgência em preservar a memória do seu povo, da luta e dos principais dirigentes.

Apesar da destruição massiça dos arquivos em Timor - e, especialmente, dos arquivos da Resistência - a verdade é que homens e mulheres ousaram desafiar o ocupante, escondendo e conservando os objectos e os documentos dessa memória, pondo em risco as suas próprias vidas.

Xanana Gusmão, reconhecendo a importância decisiva desses documentos para a construção da própria identidade nacional, iniciou um processo de recolha sistemática e de sensibilização das populações para esse objectivo, no que contou com o apoio sempre presente de José Mattoso e da Fundação Mário Soares.

As cerimónias de entrega dos documentos para serem preservados e tratados constituíram momentos de dor pelos mortos na Luta e de grande emoção. Mas aí esteve sempre presente a confiança na construção de um país livre e cuja memória importa não deixar apagar. Por isso, como afirmou um responsável da Zona 3 de Setembro/Likisá numa dessas cerimónias: "Depois de tanta morte, sofrimento e sangue derramado, cuidem destes documentos! Isto é o nosso Sangue, a nossa Vida."

Visite a Galeria de imagens
A.M.R.T.
Visite a Galeria de imagens
Bercoli
Visite a Galeria de imagens
Dili
Visite a Galeria de imagens
Dili
Visite a Galeria de imagens
Doul, Ersoi e Loblala
Visite a Galeria de imagens
Leorema
Visite a Galeria de imagens
Leorema
Visite a Galeria de imagens
Leutala
Visite a Galeria de imagens
Lourba
Visite a Galeria de imagens
Maliana
Visite a Galeria de imagens
Maliana
Visite a Galeria de imagens
Mirtuto
Visite a Galeria de imagens
Naka Pu
Visite a Galeria de imagens
Naka Pu
Visite a Galeria de imagens
Natarbora
Visite a Galeria de imagens
Salau
Visite a Galeria de imagens
Salau
Visite a Galeria de imagens
Suai

| Arquivo & Museu da Resistência Timorense | Cronologia | Documentos da Resistência Timorense | Combatentes da Libertação Nacional | Fundação Mário Soares | Multimédia | Textos | Apoios | Notí­cias de Timor-Leste | Links | Ficha Técnica | Contactos | Mapa do Site | 

Valid CSS! Valid HTML 4.01 Transitional