Cronologia


Cronologia
  <<  1975  >>  

 20 Janeiro 1975

UDT e FRETILIN coligam-se com vista a um processo de autonomia que assegure, num prazo de 5 a 10 anos, a independência de Timor-Leste.

 07 Março 1975

O Governador de Timor desloca-se a Lisboa para consultas.

 09 Março 1975

Delegações de Portugal e da Indonésia reúnem-se em Londres para discutir a questão de Timor-Leste.

 17 Março 1975

Governador de Timor visita Jakarta.

 07 Maio 1975

A Comissão de Descolonização de Timor discute com os Partidos Timorenses a aplicação da Lei de Descolonização de Timor.

05733.029.009

 20 Maio 1975

Manifestação da FRETILIN em Dili por ocasião do 1º aniversário da sua criação.

 21-23 Maio 1975

Agitação estudantil em Dili.

 27 Maio 1975

UDT rompe a coligação com a FRETILIN.

 05 Junho 1975

Pela primeira vez, Portugal comunica à ONU informações sobre Timor, no âmbito do Artigo 73° da Carta das Nações Unidas (situação dos territórios não-autónomos).

 12 Junho 1975

Sessão do Comité dos 24 da ONU em Lisboa.

 17 Junho 1975

General Soeharto visita os EUA, onde explica o "problema" timorense e prepara o terreno para obter o apoio americano para a invasão.

 19 Junho 1975

O Governador manda suspender os tempos de antena concedidos na rádio aos partidos timorenses.

 26 Junho 1975

Manifestação da UDT em Dili de apoio à realização de uma Cimeira em Macau de representantes de Portugal com os partidos timorenses. Verificaram-se incidentes com apoiantes da FRETILIN.

 17 Julho 1975

Promulgação da Lei n° 7/75, que define o processo de descolonização de Timor.

  Agosto 1975

Graves incidentes com a Indonésia na fronteira do enclave de Oecusse.

 10 Agosto 1975

Toma posse a primeira Administração Regional eleita pelos timorenses (concelho de Lautém).

05734.001.004

 10-11 Agosto 1975

A UDT lança um golpe armado para se apoderar do poder.

 12 Agosto 1975

A população estrangeira de Dili começa a abandonar o território de Timor.

 14 Agosto 1975

0 tenente-coronel Magiolo Gouveia, comandante da PSP em Timor, é feito prisioneiro pela UDT, fazendo declaração pública de adesão a essa força política.

05734.001.005

 20 Agosto 1975

Contra-golpe da FRETILIN, que assume o controlo da situação na generalidade do território. Nascem as FALINTIL (Forças Armadas de Libertação Nacional de Timor Leste), braço armado da FRETILIN.

 26 Agosto 1975

A Administração Portuguesa sai de Dili para Ataúro.

 27 Agosto 1975

Militares portugueses que se dirigem de Bobonaro para Batugadé são feitos prisioneiros por elementos da UDT, armados pelos indonésios.
As forças da UDT abandonam Dili e deslocam-se para Likisá.

 28 Agosto 1975

O chefe da delegação portuguesa, Almeida Santos, chega a Jakarta, vindo de Nova Iorque.

  Setembro 1975

A FRETILIN controla todo o território. Alguns milhares de timorenses procuram refúgio no lado ocidental da ilha.

 11 Setembro 1975

Almeida Santos volta a deslocar-se a Jakarta.

 20 Setembro 1975

A delegação portuguesa propõe aos partidos timorenses conversações em Macau.

 24 Setembro 1975

Chega a Lisboa o Governador de Timor, vindo de Ataúro.
Os refugiados da UDT reunidos em Batugadé são autorizados pelo governo indonésio a instalar-se em Timor Ocidental.

  Outubro 1975

Forças indonésias intervêm a noroeste de Timor, ocupando zonas fronteiriças e lançando operações terrestres, aéreas e navais.

05735.002.003

 16 Outubro 1975

As tropas indonésias entram em Batugadé.
São assassinados cinco jornalistas em Balibó, que cobriam os acontecimentos para meios de comunicação australianos. As forças invasoras indonésias e os seus apoiantes no interior do Território obtêm assim o silenciamento da imprensa internacional.

 14 Novembro 1975

O exército indonésio começa o ataque a Atabae.

 27 Novembro 1975

Negociações entre Portugal e os partidos timorenses marcadas para Darwin são boicotadas pela Indonésia.

05733.036.036

 28 Novembro 1975

A FRETILIN declara a independência unilateral da República Democrática de Timor-Leste (RDTL).

 29 Novembro 1975

Portugal não reconhece a declaração unilateral de independência nem a integração na Indonésia defendida por alguns partidos.

05735.002.001

 30 Novembro 1975

Representantes da UDT, APODETI (Associação Popular Democrática Timorense), KOTA (Klibur Oan Timor Aswain) e Partido Trabalhista assinam, sob controlo indonésio, uma "Proclamação da Integração" ou "Declaração de Balibó", em que defendem a integração de Timor-Leste na República da Indonésia, solicitando "medidas imediatas no sentido de proteger as vidas das pessoas que ora se consideram elas próprias como parte do Povo Indonésio vivendo sob o terror e práticas fascistas da Fretilin consentidas pelo Governo de Portugal."

 02 Dezembro 1975

Início do debate sobre Timor-Leste no IV Comité da Assembleia Geral das Nações Unidas.

 06 Dezembro 1975

O Presidente norte-americano Gerald Ford e o Secretário de Estado Henry Kissinger encontram-se com o general Soeharto, que lhes pede "compreensão" para uma "acção rápida e drástica" contra Timor-Leste. Ford declara a sua compreensão e afirma que não exercerá pressões, compreendendo o problema e as intenções indonésias, enquanto Kissinger alerta para os problemas que poderão surgir com o emprego de armas "US-Made" - na verdade, foi utilizado muito equipamento e armamento "URSS-Made".

05735.002.008

 07 Dezembro 1975

Forças aéreas, navais e terrestres indonésias lançam a "Operação Komodo" de invasão de Timor-Leste.

 07 Dezembro 1975

Portugal denuncia a invasão de Timor-Leste e corta relações diplomáticas com a Indonésia.

 07 Dezembro 1975

Resistência em Dili e arredores. Assassinatos em massa pelos invasores e fuga generalizada das populações para as montanhas.

 08 Dezembro 1975

A Administração Portuguesa abandona o território.

 12 Dezembro 1975

Resolução n° 3485 da Assembleia Geral da ONU condenando a intervenção militar indonésia em Timor-Leste.

 17 Dezembro 1975

As tropas invasoras indonésias criam um governo fantoche ("Governo Provisório") em Dili.

 22 Dezembro 1975

É votada por unanimidade a Resolução n° 384 do Conselho de Segurança da ONU condenando a invasão de Timor-Leste e exigindo a retirada imediata das forças invasoras.


| Arquivo & Museu da Resistência Timorense | Cronologia | Documentos da Resistência Timorense | Combatentes da Libertação Nacional | Fundação Mário Soares | Multimédia | Textos | Apoios | Notí­cias de Timor-Leste | Links | Ficha Técnica | Contactos | Mapa do Site | 

Valid CSS! Valid HTML 4.01 Transitional