Cronologia


Cronologia:

05358.002.144

 23 Abril 1987

Eleições gerais na Indonésia. O partido Golkar tern 90% dos votos em Timor-Leste.
As forças ocupantes iniciam o movimento de contra-guerrilha em todo o território, estratégia para neutralizar e exterminar a guerrilha timorense. Para o efeito, armam antigos guerrilheiros capturados ou que se haviam rendido.

 07 Dezembro 1987

Mensagem de Xanana Gusmão intitulada "A viragem ideológica", acerca da ideologia marxista.

05358.002.162

  Janeiro 1988

O Ministro dos Negócios Estrangeiros indonésio declara que Timor pode ser visitado por uma delegação de deputados portugueses.

05358.002.062

  Fevereiro 1988

Encerramento do campo de prisioneiros de Ataúro.

  Junho 1988

Mário Carrascalão, como governador de Timor-Leste, propõe a Soeharto a abertura de Timor ao exterior.

 20 Junho 1988

Criação, na Indonésia, da RENETIL (Resistência Nacional dos Estudantes de Timor-Leste), na dependência directa do Comandante-em-Chefe das FALINTIL, Xanana Gusmão.

 31 Dezembro 1988

Xanana Gusmão defende a despartidarização das FALINTIL, e a criação do CNRM (Conselho Nacional da Resistência Maubere). Esta estrutura era composta por um presidente, cargo assumido por Xanana Gusmão, por um Secretário da Comissão Directiva da FRETILIN, na pessoa de Ma'Hudo e por um Vice-Secretário, assumido por Ma'Huno.

 01 Janeiro 1989

Entra em vigor a lei que permite a abertura ao exterior da alguns dos distritos de Timor.

 06 Fevereiro 1989

D. Ximenes Belo escreve ao Secretário Geral, da ONU solicitando a realização de um referendo em Timor-Leste.

 09 Maio 1989

Início de conversações acerca da visita da delegação parlamentar portuguesa em Nova York, sob os auspícios da ONU.

 07 Setembro 1989

Cerca de cem estudantes timorenses escrevem ao Secretário-Geral da ONU apoiando o pedido de um Referendo em Timor-Leste, proposto por D.Ximenes Belo.

 05 Outubro 1989

Xanana Gusmão, presidente do CNRM e Comandante das FALINTIL, apresenta um novo Plano de Paz a concretizar sob a égide do Secretário-Geral das Nações Unidas.

05358.002.016

 12 Outubro 1989

O Papa João Paulo II visita Dili, acompanhado de jornalistas de todo o mundo.
No fim da missa, jovens timorenses manifestam-se a favor da independência, sendo presos. É a primeira de muitas manifestações organizadas pelas redes clandestinas.


[Início] [Anterior] Página 9 de 19 [Seguinte] [Última]

| Arquivo & Museu da Resistência Timorense | Cronologia | Documentos da Resistência Timorense | Combatentes da Libertação Nacional | Fundação Mário Soares | Multimédia | Textos | Apoios | Notí­cias de Timor-Leste | Links | Ficha Técnica | Contactos | Mapa do Site | 

Valid CSS! Valid HTML 4.01 Transitional