Arquivo & Museu da Resistência Timorense


Projectos de Requalificação

Imagem tridimensional do Edifício

Os meios financeiros disponíveis e mobilizáveis apenas permitiam a reconstrução imediata da área central do edifício, ocupando cerca de 500 m2, sem prejuízo de se ter estudado a requalificação de todo o edifício - definindo-se também desde logo a manutenção da sua traça exterior.

O projecto, da autoria da Arqta. Tânia Bettencourt Correia, atendeu aos objectivos prioritários de ocupação dessa área central: a instalação do Arquivo da Resistência, disponibilizado em suporte digital, e do Museu da Resistência, reunindo objectos, imagens e sons representativos desse passado recente.

Em coordenação com o Governo da República Democrática de Timor-Leste, S. Ex.a. O Presidente da República recorreu a diversos organismos, instituições e empresas de modo a garantir o sucesso deste projecto, após a selecção do edifício do antigo tribunal colonial português, parcialmente destruído e incendiado durante os acontecimentos de Setembro de 1999.

Este edifício, de linhas sóbrias e traços da imponência característica dos edifícios públicos da época, apresentava uma área edificada de cerca de 1325 m2 e cerca de 1165 m2 de área ajardinada envolvente, estando implantado no centro da capital de Timor-Leste, junto do Palácio do Governo e do Parlamento e ladeado pelo Liceu e pela Universidade.



   Página 1 de 5 [Seguinte] [Última]

| Arquivo & Museu da Resistência Timorense | Cronologia | Documentos da Resistência Timorense | Combatentes da Libertação Nacional | Fundação Mário Soares | Multimédia | Textos | Apoios | Notí­cias de Timor-Leste | Links | Ficha Técnica | Contactos | Mapa do Site | 

Valid CSS! Valid HTML 4.01 Transitional